quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Zumbis em Porto Alegre 14

Zumbis em Porto Alegre

Anotação 14
Depois daquele fatídico momento, ocorrido na nossa investida ao condomínio vizinho, ainda voltamos lá nos outros dois dias para garantir que nenhum daqueles zumbis estivessem por ali e nos surpreendessem novamente. Ainda encontramos outros dez zumbis espalhados aqui e ali.

Desta vez as mortes deles foram rápidas e sem pudores. Mesmo os meninos, Michel e Jonas, estavam mudando. Nós todos estávamos mudando e ainda estamos. Isso é uma das coisas que esse inferno causa em todos nós. Nunca seríamos os mesmos. Ou melhor. O grande desafio é conseguir mantermos nossa essência em meio à tudo isso.

Conseguimos muitos suprimentos lá. Muito mais do que imaginávamos de início. Criamos um verdadeiro estoque de tudo o que pudemos levar. De suprimentos à roupas. De remédios à ferramentas. Tudo o que pudesse servir foi pego por nós.

Já haviam passados treze dias desde o início deste inferno aqui em Porto Alegre. Como já disse antes, nós, seres humanos, temos a estranha mania de tentarmos encontrar fugas da realidade. Não sabíamos quantos ainda estavam vivos, estávamos presos naquele prédio, não tínhamos como fugir, e mesmo assim vivíamos quase que num ambiente alheio aos acontecimentos. Vivíamos e convivíamos ali sem nos preocuparmos. Tentávamos não nos aproximar das janelas para não ter perigo de sermos jogados de volta à realidade. Tentávamos manter os mesmos horários para as refeições, nos reuníamos de noite para conversar, jogávamos cartas. Tudo era feito inconscientemente.

Mas isso não poderia durar para sempre.

Até aquele dia a energia elétrica estava constante. Do terraço conseguíamos visualizar apenas alguns bairros de Porto Alegre. Como ela é uma cidade formada por vários morros, do bairro onde estávamos conseguíamos ver apenas alguns pontos. De qualquer forma, lá de cima, conseguíamos acompanhar onde havia ou não luz. Eram treze dias e ainda tínhamos luz em alguns pontos. À noite postes davam um estranho ar de normalidade para as ruas.

Nesta noite estávamos todos reunidos no último andar, no meu apartamento e da Juliana, como de costume, esperando alguma informação em meio à estática do rádio - elas eram cada vez mais raras. Havíamos jantado e estávamos conversando como se fosse uma noite normal. De repente aconteceu. A luz piscou demoradamente, não mais do que dez segundos, mas uma eternidade para nós.

Todos ficamos mudos. Quando a luz voltou ficamos nos encarando. Nos demos conta de quem nem tínhamos lanternas preparadas, tamanha nossa tranqüilidade. Isso era um perigo. Como já cansei de dizer nessas minhas macabras memórias. O que mais nos ensinou foram os erros. Infelizmente alguns erros podem ser fatais.

Fomos nos deitar logo em seguida, mas não poderíamos deixar de pensar nisso. Com aquela estranha noção de segurança e tranqüilidade não nos demos conta, por mais estranho que seja, que o mundo havia acabado. Estamos satisfeitos por termos montanhas de comida, mas muita coisa perecível, estocadas em geladeiras, que acabariam se perdendo se a luz terminasse.

Novamente esse novo mundo nos dava um tapa na cara.

A luz permaneceria tendo falhas por mais alguns dias. Mas isso foi ótimo para que pudéssemos não ser pegos de surpresa. Começamos a consumir tudo o que fosse perecível e estocar tudo o que durasse mais tempo.

Nesse momento descobrimos uma das qualidades do Raul. Eu e o Paulo sempre gozávamos dele por gostar de fazer qualquer tipo de curso, principalmente aquele tipo de curso para maridos desocupados ou aposentados aprenderem a fazer consertos em casa. Pois bem, o curso de eletrônica dele serviu muito para nós, principalmente para conseguirmos aproveitar ao máximo os recursos que tínhamos, principalmente no que diz respeito à energia elétrica.

Ele se mostrou muito criativo... Brincávamos com ele chamando-o de MacGayver de Porto Alegre. Devemos muito de nosso conforto até hoje à suas mirabolantes criações.

2 comentários:

Torkuato disse...

Adorei!

João Brasil disse...

Muito obrigado... Vem muito mais pura aí!!!!