sábado, 13 de abril de 2013

Dicas do Mestre: Tendência e Interpretação - Neutro e Bom



Este é outro alinhamento controverso e que nos leva novamente a questão se ele não engessa em demasia quando usado por um personagem. Em poucas palavras o alinhamento Bom/Neutro é o alinhamento da ‘doçura’ e da ‘luz’. Gostei desses termos pois eles são muito sugestivos. Um personagem deste tipo irá cumprir as leis acima de tudo, ou pelo menos tentará cumprir ao máximo, desde que isso beneficie o bem maior, entrando em conflito contra quem é contra esse bem maior.

Em geral temos dois tipos de Bom/Neutro.

O primeiro são os considerados passivamente bons. Eles farão o ‘bem’ sempre que tiverem a possibilidade disso e principalmente para aqueles próximos à ele (família e amigos), mas não necessariamente se negarão a ajudar estranhos. Um elemento interessante é que eles não se consideram bons, pois para eles este tipo de ação é algo natural para eles e deveria ser para todos.

O segundo tipo é o oposto no que diz respeito à sua atitude. Embora eles tenham o mesmo conceito com relação ao bem, elem se consideram na obrigação de agir, tal qual um ideal de vida, uma obrigação. Para eles fazer o que é certo e é uma obrigação que vale o sacrifício de sua felicidade pessoal. Eles desejam sair do marasmo para levar o bem à todos, além de viverem aventuras. Eles continuam achando, como o tipo anterior, que fazer o bem é algo natural e não uma obrigação.

Mas como é a relação deste alinhamento com a questão da ordem? Eles são neutros, como diz o título, mas o que isso significa? Significa que eles fazem o bem sem se preocupar com a ordem estabelecida. Eles priorizaram o bem aos outros, indiferente se isso custa atuar contra ou à favor da ordem. Alguns dizem que este é um dos melhores alinhamentos para jogar pela falta de respeito à ordem em benefício do que é certo. Na verdade não uma ‘falta de respeito pela ordem’, mas sim eles consideram que a ordem não pode ser considerada boa ou ruim, mas apenas um instrumento que só é válido quando traz o bem.


Ao mesmo tempo, quase como um paradoxo, personagens deste alinhamento percebem que a ordem e a lei servem para que o excesso de liberdade não acabe por trazer o malefício das pessoas. Eles trabalharão em prol das leis e do sistema enquanto ele continuar garantindo o bem para todos. Esses personagens farão de tudo para ficar dentro da lei, até que isso se torne insuportável para manter o bem dos outros. Este mesmo tipo de reação os Bom/Neutros terão com relação à verdade e mentira. Eles não se sentirão culpados em mentir para um malfeitor.

Mas mesmo com esta concepção ele não será cruel. Ele não lutará contra um adversário desarmado e nunca irá se valer de tortura para qualquer fim.

Esses personagens não irão se impedir de tirar a vida de outra pessoa que o esteja ameaçando e atacando. Isso acontece pois personagens deste tipo consideram, confiam, que sua atitude é baseada em no que ele acha de mais correto. Por isso mesmo que em momentos de crise extrema eles confiam em suas atitudes e em nenhum outro membro do grupo de aventureiros. Isso está longe de ser algo parecido com a independência dos caóticos, mas sim uma crença em seu próprio julgamento. Isso não significa que ele não sabe seguir ordens. Na verdade ele seguirá fielmente as ordens, até o ponto em que ela comece a não ser mais com a função do bem dos outros.

Personagens deste alinhamento: James Kirk (“Star Trek”), Negi (“Negima”), Kakashi (“Naruto”), Misato (“Evangelion”), Homem-Aranha (“Marvel”), Will Turner (“Piratas do Caribe”), Galdalf (“Senhor dos Anéis”), Harry Potter (“Harry Potter”) e Daenerys Targaryen (“Game of Thrones”).


Nenhum comentário: